Skip to main content

Motor

O motor executa fluxos de trabalho usando processamento de dados e analytics de alta velocidade. O processo pode ser completamente autocontido no Designer, ser dimensionado para toda a empresa pelo Alteryx Service ou ser implantado na nuvem no Server.

Configure o componente do motor nas telas Engine em Configurações do sistema .

Configuração do motor

A tela Engine Configuration tem opções de configuração como onde você deseja armazenar arquivos temporários e arquivos de log e opções para especificar o uso de recursos do sistema para otimizar o desempenho.

Diretório temporário

O local em "Temporary Directory" é onde o Server armazena arquivos temporários usados no processamento dos fluxos de trabalho.

Diretório de log

O local em "Logging Directory" é onde o Server armazena os logs de saída produzidos durante o processamento dos fluxos de trabalho. Acesse Configurar e usar logs do Server para obter mais informações.

Diretório de preparo de pacotes

O local em "Package Staging Directory" é onde o Server salva temporariamente os arquivos associados aos fluxos de trabalho quando você edita fluxos armazenados em um Server. Por padrão, o Server salva esses arquivos dentro do diretório temporário do motor.

Limite de memória por âncora

O número em "Memory Limit per Anchor" é a memória máxima a ser usada para consumir dados para cada âncora de saída das ferramentas em um fluxo de trabalho. A memória padrão normalmente não precisa ser alterada.

Motor

A configuração Engine informa ao trabalhador quais motores ele pode usar e, portanto, quais fluxos de trabalho ele pode executar. Se você selecionar AMP Engine Only  (somente AMP Engine) ou Both Engines  (ambos os motores), também precisará selecionar Enable AMP Engine para habilitar o AMP no nível do ambiente (telas "Environment"). Acesse a página de ajuda Controlador para obter mais informações.

  • Selecione Original Engine Only  para executar somente fluxos de trabalho do motor original neste nó.

  • Selecione AMP Engine Only para executar somente fluxos de trabalho do AMP Engine neste nó.

  • Selecione Both Engines para executar fluxos tanto do motor original quanto do AMP Engine neste nó. Se você executar os dois motores, o tempo de conclusão para trabalhos de qualidade de serviço não poderá ser garantido.

Para mais informações sobre o AMP Engine, acesse as páginas de ajuda Alteryx AMP Engine e Práticas recomendadas do AMP Engine .

Entenda as configurações do AMP Engine

A opção Enable AMP Engine na tela Configurações do sistema > Controller é a configuração de ativação/desativação do AMP Engine para o ambiente do Server. Essa configuração habilita o AMP no nível do ambiente. Acesse a página de ajuda Controlador para obter mais informações. A opção em Configurações do sistema Engine informa ao trabalhador quais motores ele pode usar e, portanto, quais fluxos de trabalho ele pode executar.

Por exemplo, vamos imaginar um ambiente de 3 nós. O nó 1 é configurado para o controlador e o Server e tem o AMP habilitado. O nó 2 é um nó somente de trabalho com o motor definido como Original Engine Only  (usa somente o motor original). O nó 3 é um nó somente de trabalho com seu motor definido como Both Engines  (usa ambos os motores). Neste cenário, a execução de fluxos de trabalho do AMP no Server está habilitada e estes fluxos de trabalho só seriam executados no nó 3. Os fluxos de trabalho do motor original seriam executados no nó 2 ou no nó 3. Se o nó 3 estiver offline, os fluxos de trabalho do motor original ainda serão executados no nó 2, mas os fluxos de trabalho do AMP ficariam presos na fila até o nó 3 ficar online novamente.

Permitir que o Server gerencie os recursos do motor

Marque a caixa de seleção "Allow Server to Manage Engine Resources" se quiser que o Server preencha automaticamente o número padrão de threads de processamento em Default Number of Processing Threads e os valores de limite de memória em Memory Limit .

  • Quando selecionada, na inicialização do serviço, o sistema executará uma verificação dos recursos de hardware, incluindo processadores lógicos e memória total do sistema. Com base nessa verificação, o sistema calcula e assume como padrão os valores em Number of Processing Threads e Memory Limit .

  • Quando selecionada, a opção Allow users to override these settings  (permitir que os usuários substituam estas configurações) fica desabilitada.

Limite de memória

O valor em Memory Limit (MB) é a memória máxima que o motor usa para executar operações de ordenação e junção em um fluxo de trabalho. A memória padrão normalmente não precisa ser alterada.

Importante

Para computadores do Server que atuam como um trabalhador e um controlador com o MongoDB incorporado, um bom ponto de partida é...

Limite de memória = (RAM física total/2) / nº de fluxos de trabalho simultâneos

Para nós de trabalho independentes, você pode alocar mais memória para executar fluxos de trabalho. No entanto, recomendamos reservar 4 GB de memória para garantir que o SO e outros serviços do sistema tenham memória suficiente. Um bom ponto de partida é...

Limite de memória = (RAM física total - 4 GB) / nº de fluxos de trabalho simultâneos

Número padrão de threads de processamento

O valor em Default Number of Processing Threads define o número de threads de processamento que podem ser usadas por ferramentas ou operações. O valor padrão é o número de processadores lógicos. Geralmente, esse valor não deve ser alterado.

Permitir que os usuários substituam estas configurações

Marque a opção Allow users to override these settings para permitir que os usuários substituam as configurações acima e definam seu próprio uso de memória, processamento, threads etc. Se essa opção ficar desmarcada, os usuários adotam as configurações fornecidas.

Executar motor em uma prioridade mais baixa

Antes da versão 2023.1, o AMP ignora a configuração Run engine at a lower priority  (executar motor em uma prioridade mais baixa) nas configurações de sistema do Alteryx. Isso significa que o AMP sempre era executado em uma prioridade menor, independentemente da seleção.

A versão 2023.1 aplica a configuração  Run engine at a lower priority . Se essa opção não estiver marcada, os fluxos de trabalho criados com o AMP Engine podem usar todos os núcleos do processador e uma quantidade significativa de RAM (dependendo das suas configurações). Isso pode fazer com que o sistema fique menos responsivo e afetar o comportamento do Server. Encontre mais informações na página Prioridades de agendamento da Microsoft.

Permitir que o alias de usuário substitua o alias de sistema

Selecione Allow user alias to override the system alias para permitir que qualquer alias de usuário que esteja no repositório de alias tenha prioridade sobre um alias de sistema.

Proxy

O Server pode usar um proxy para acessar a Internet, em vez de se conectar diretamente a um host da Internet.

O Server obtém as configurações de proxy exibidas em Engine > Proxy a partir das configurações de Internet do Windows para o usuário conectado à máquina. Se não houver configurações de proxy para o usuário conectado à máquina, a tela Engine > Proxy não estará disponível no menu das configurações do sistema.

Você pode especificar o tipo de protocolo proxy em  Proxy Protocol Type (HTTP e SOCKS5h são compatíveis). Caso você não especifique um tipo, o padrão será HTTP.

Importante

As configurações de proxy exibidas em Engine > Proxy podem não refletir as configurações de proxy que são realmente usadas quando o serviço é executado durante a execução de fluxos de trabalho. Se a sua organização usa proxies para acesso à Internet, recomendamos usar a configuração Worker  > Run As para garantir que o acesso à Internet seja permitido quando os usuários do Server executarem e agendarem fluxos de trabalho. Visite a página de ajuda Trabalhador para obter mais informações.

Se um servidor proxy estiver configurado para a máquina e um nome de usuário e senha forem necessários, selecione Proxy requires password  (proxy requer senha) para inserir nome de usuário e senha em Username Password para autenticação de proxy.